Friday 7 May 2021
Home      All news      Contact us      RSS      English
campogrande - 25 days ago

Flagrado com 281 kg de cocaína já foi preso por abastecer a Vila Nhá-Nhá

Foragido e flagrado com 281 quilos de cocaína, avaliados em R$ 5,7 milhões,  Anderson da Silva Nakamura, 39 anos, já foi preso em 2010 na condição de principal fornecedor de drogas para a Vila Nhá-Nhá,em Campo Grande.  No ano   seguinte, a acusação foi de montar boca-de-fumo em cela do IPCG (Instituto Penal de Campo Grande). Em 2019, foi alvo de operação Yin-Yang, deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) contra a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).  Na mais recente prisão, na noite de sexta-feira (dia 9),  Anderson Nakamura, conhecido como Japão,  foi abordado por policiais do Batalhão de Choque da PM (Polícia Militar) durante fiscalização da operação Hórus no Jardim Botânico, em Campo Grande. Condutor de um Citroen Picasso, ele demorou a parar e também a sair do veículo. A demora foi para dar tempo de quebrar seus dois celulares. No carro, foram apreendidos dois tabletes de cocaína num fundo falso  e revólver calibre 38. Na sequência, em sua casa, no Jardim Colibri, foram encontrados mais 275 quilos de cocaína no quarto, enquanto outro revólver de mesmo calibre estava na sala.  Foram apreendidos R$ 90.587 em dinheiro vivo e R$ 170,90 em moedas. A fotografia do material recolhido também mostra uma máquina de contar dinheiro.  Com mandado de prisão em aberto desde 2019, Anderso Nakamura foi levado para a Depac Cepol (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), mas se manteve em silêncio e só vai se manifestar diante do juiz. Ele vai passar por audiência de custódia nesta segunda-feira (dia 12).  A reportagem não conseguiu contato com a defesa do preso. 


Latest News
Hashtags:   

Flagrado

 | 

cocaína

 | 

preso

 | 

abastecer

 | 

Sources