Monday 12 April 2021
Home      All news      Contact us      RSS      English
campogrande - 1 month ago

Foi hipocrisia diz Fetems sobre comemoração de Ministro da Educação

Milton Ribeiro, Ministro da Educação, comemorou a inclusão dos professores e trabalhadores da educação na lista de prioridades para receber a vacina da covid-19, mas a lista já trazia essa parte da população como prioridade desde o início do ano, quando foi divulgado o Plano Nacional de Imunização pelo Ministério da Saúde. Foi hipocrisia, já que os trabalhadores estão nessa prioridade desde o começo, mas lá nas últimas prioridades do plano , disse Jaime Teixeira, presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), sobre a declaração de Milton. De acordo com Jaime, a Fetems continuará pedindo que as autoridades coloquem os professores no topo da lista de prioridades, pra que as aulas presenciais possam voltar com segurança aos profissionais e todos envolvidos. É importante deixar claro que nossa luta é para que toda população seja vacinada, mas os trabalhadores da educação precisam ser imunizados antes que as aulas retornem, nós temos contato com muita gente quando estamos trabalhando presencialmente , completou o presidente da Fetems. Na publicação em rede social, Milton escreve: Visando o mais breve e seguro retorno às aulas presenciais, o presidente Jair Bolsonaro incluiu os profissionais da educação no grupo prioritário de vacinação contra o Covid-19. Obrigado por atender mais essa demanda do MEC, presidente , junto de um ofício do MEC ao ministro da Casa Civil. A data do ofício foi suprimida na postagem do ministro, mas o documento é de 2020, como pode ser visto no número do ofício Nº 2213/2020 . O Ministério da Saúde afirmou que a lista de prioridades segue a mesma divulgada em janeiro de 2021, caso alguma mudança seja realizada, o Plano de Vacinação será atualizado no site do ministério.


Latest News
Hashtags:   

hipocrisia

 | 

Fetems

 | 

sobre

 | 

comemoração

 | 

Ministro

 | 

Educação

 | 

Sources