Friday 26 April 2019
Home      All news      Contact us      English
ebc - 1 month ago

Lewandowski decide que defesa de médium deve acessar laudos do Coaf

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski decidiu hoje (21) que a defesa do médium João de Deus deve ter acesso a três laudos do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) usados na fundamentação da prisão preventiva. O ministro atendeu pedido feito pela defesa para que os documentos sejam liberados. Em dezembro do ano passado, a defesa do médium negou que o cliente tenha sacado cerca de R$ 35 milhões de suas contas bancárias e aplicações financeiras antes de se entregar à Justiça. Segundo o advogado Alberto Toron, representante de João de Deus, o valor estava investido em um banco privado. João de Deus chega à Casa Dom Inácio Loyola, em Abadiânia. - Marcelo Camargo/Agência Brasil O médium foi preso no 16 de dezembro do ano passado sob a acusação de violação sexual mediante fraude e de estupro de vulnerável, crimes que teriam sido praticados contra centenas de mulheres na instituição em que atendia pessoas em busca de tratamento espiritual, em Abadiânia, Goiás. No início da noite, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Nefi Cordeiro determinou que o médium deixe a prisão e seja encaminhado para internação no Instituto de Neurologia de Goiânia. De acordo com a decisão, o médium deverá ficar internado durante o período de quatro semanas, sob escolta policial, ou monitoramento por tornozeleira eletrônica. O  ministro atendeu a um pedido da defesa de João de Deus, que tem problemas de pressão arterial e um aneurisma da aorta abdominal com dissecção e alto risco de ruptura , segundo os advogados.  

Related news

Latest News
Hashtags:   

Lewandowski

 | 

decide

 | 

defesa

 | 

médium

 | 

acessar

 | 

laudos

 | 
Most Popular (6 hours)

Most Popular (24 hours)

Most Popular (a week)

Sources