Monday 10 December 2018
Home      All news      Contact us      English
desporto - 5 days ago

Raphinha e o passado difícil no Brasil: Alguns amigos meus de infância já não estão vivos, outros estão envolvidos nas drogas

Raphinha chegou ao Vitória de Guimarães na época 2015/2016, depois de brilhar nos escalões de formação do Avaí, no Brasil. O extremo brasileiro de 22 anos concedeu uma entrevista ao portal Goal , onde falou do futuro mas também do passado. Um passado de muitas dificuldades em Porto Alegre, de onde é natural.No Audax, o seu primeiro clube fora de Porto Alegre, Raphinha pensou em desistir do futebol. Houve momentos em que sabia que estava a treinar bem, a jogar bem, mas havia uma certa implicância do treinador, o que, na verdade, é normal no futebol. Fiz sempre o meu melhor, com o objetivo de dar um passo em frente. O Audax foi o meu primeiro clube fora da minha cidade [Porto Alegre], foi quando deixei o aconchego dos meus pais [para morar em São Paulo]. Tive muita dificuldade para me adaptar, principalmente por causa da distância. Mas é normal. Você é jovem, a cabeça fica mais pesada, tem horas que dá vontade de desistir. Graças a Deus não aconteceu [de desistir] , contou ao Goal .Em Porto Alegre, onde cresceu, Raphinha guarda memórias da infância, de momentos complicados, de amigos que se perderam. Vi muita coisa acontecer, alguns dos meus amigos de infância já não estão vivos, outros estão envolvidos no tráfico de drogas... Tudo isso mexe muito comigo. [...] É muito complicado falar. Vi e vivi muitas coisas, mas prefiro até nem tocar muito no assunto. Teve momentos bem difíceis... , contou Raphinha.E para que mais crianças de Porto Alegre não voltam a passar pelo mesmo, Raphinha, com ajuda do seu pai, criou um projeto de cariz social. Como não consegui ajudar [os meus amigos] na infância, penso então em ajudar as crianças de hoje. Tenho um projeto com o meu pai para ajudar as crianças carentes, fazer com que elas mudem de vida e encontrem uma outra realidade, principalmente no bairro onde nasci em Porto Alegre. Quero tirá-las do mundo das drogas, muitas delas têm os pais presos ou que são traficantes... O nosso objetivo é a mudança de foco. Quero um futuro melhor para elas , declarou.Depois de ser treinado por Jorge Jesus e José Peseiro no Sporting, Raphinha é agora orientado por Marcel Keizer, holandês conhecido por apostar na formação. O extremo de 22 anos espera aprender com o novo técnico possa dar continuidade a esta política para que mais jovens da formação leonina possam sair valorizados. O Sporting tem grandes jogadores na formação, muitos deles às vezes treinam connosco. Noto facilmente que são jogadores de extrema qualidade. Agora, com um treinador conhecido por gostar de jovens, a nossa base torna-se ainda mais importante. Já estive do lado desses jovens, já estive à espera de que o treinador apostasse em mim... Quando um jovem jogador tem qualidade, é preciso mesmo apostar nele. Dá resultado , sublinhou.

Related news

Latest News
Hashtags:   

Raphinha

 | 

passado

 | 

difícil

 | 

Brasil

 | 

Alguns

 | 

amigos

 | 

infância

 | 

estão

 | 

vivos

 | 

outros

 | 

estão

 | 

envolvidos

 | 

drogas

 | 
Most Popular (6 hours)

Most Popular (24 hours)

Most Popular (a week)

Sources