Saturday 15 December 2018
Home      All news      Contact us      English
desporto - 11 days ago

Meia centena de participantes na 1.ª prova de atletismo para deficientes em Bragança

Perto de meia centena de participantes são esperados, na quinta-feira, em Bragança, na primeira prova de atletismo para deficientes realizada nesta cidade, inserida na semana das comemorações do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, divulgaram hoje os promotores.A iniciativa é da Academia dos Santos Mártires de Bragança que juntou todas as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do distrito com resposta social na área da deficiência. Ao todo estarão representadas cinco instituições no I Torneio Distrital de Atletismo Adaptado, no estádio Municipal de Bragança.Este é apresentado como um passo conjunto para um maior incremento na região do desporto adaptado, encarado como uma das terapêuticas com maior sucesso na área da deficiência, tanto no desenvolvimento pessoal, como para a inclusão.O torneio conta com a parceria da Associação de Atletismo de Bragança e o apoio do município, e enquadra-se no programa da semana das comemorações do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência da Diocese de Bragança-Miranda, através do Serviço Diocesano da Pastoral da Pessoa com Deficiência.Algumas das instituições da região dedicadas a esta área já contam alguns avanços na prática desportiva, como é o caso da Académia dos Santos Mártires, que é campeã nacional de iniciados de hóquei em patins para deficientes (parahóquei), como disse à Lusa o técnico de desporto, Sérgio Afonso.A Academia está filiada na ANDDI- Associação Nacional de Desporto para a Deficiência Intelectual e tem “15 atletas envolvidos” em várias modalidades de desporto adaptado como basquete, parahóquei e natação e quer dar agora início a “uma incursão pelo atletismo adaptado”.No distrito de Bragança, também a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Mirandela tem utentes a competir no parahóquei e o título de campeã regional.Segundo Sérgio Afonso, foi realizada também uma ação de formação para técnicos e professores para sensibilizar para a introdução de novas práticas e novas modalidades destinadas a pessoas com deficiência.“Tentamos fazer este trabalho e criar condições para que outras instituições o possam fazer”, afirmou.Os atletas que vão participar no I Torneio Distrital de Atletismo Adaptado são todos maiores de 18 anos e frequentam os chamados CAO (Centros de Atividades Ocupacionais) das cinco IPSS envolvidas.A diretora da Academia dos Santos Mártires, Teresa Silva, disse que no último ano a atenção desta instituição está focada em “tentar trazer o desporto adaptado para Bragança”, onde ainda está “pouco desenvolvido”.A responsável defende que “todas as modalidades são importantes e o desporto tem uma característica específica” que é a terapêutica.As atividades desportivas servem de “treino funcional e aprendizagem das regras”, além da convivência, pelo que é “um fator de inclusão e de desenvolvimento”.O atletismo adaptado tem a vantagem de permitir, como sublinhou Teresa Silva, “a competição individual e participação de um maior número de pessoas com diferentes características”, enquanto nas modalidades por equipas é mais difícil conseguir juntar elementos.A Academia dos Santos Mártires acolhe 52 pessoas nas três respostas sociais que tem para a área da deficiência, nomeadamente na residência da instituição, no CAO e em residências autónomas.

Related news

Latest News
Hashtags:   

centena

 | 

participantes

 | 

prova

 | 

atletismo

 | 

deficientes

 | 

Bragança

 | 
Most Popular (6 hours)

Most Popular (24 hours)

Most Popular (a week)

Sources