Tuesday 13 November 2018
Home      All news      Contact us      English
netvasco - 7 days ago

Thiago Galhardo fala sobre o filho de 11 meses e revela papo com Valentim para voltar a jogar na sua posição de origem

Depois dos treinos e jogos, o meia Thiago Galhardo, acostumado mais a criar do que destruir jogadas, ainda encontra, em casa, um atacante rápido e um tanto quanto ousado para tentar parar. Aquele que insiste em dar trabalho para seus marcadores, principalmente aqueles de primeira viagem.

Esse pequeno garoto é Bernard, 11 meses. Ágil como alguém cheio de curiosidades e um mundo para conhecer, o filho mais novo tem ensinado novas funções para o meia, que vira volante em casa para conseguir fazer o trabalho pesado : troca fraldas, dá banho e até papinha. Até jogar bola parece fácil perto da missão papai...

- Só banho que às vezes não dou (risos). Tenho medo. Quase afoguei o menino (risos). De resto, fazemos tudo o que dá. Dou papinha, brinco. Não tiro de letra (risos). Jogar bola é bem mais fácil - brinca Thiago Galhardo.

Cuidar do ousado Bernard, porém, ainda é mais fácil do que marcar, como revela o próprio meia do Vasco.

- Marcar ou cuidar da criança? Cuidar da criança (risos).

Até por isso, brincadeiras à parte, Thiago Galhardo teve uma conversa com o técnico Alberto Valentim recentemente.

- Conversei com ele e pedi para não jogar mais ali, como volante, porque não estava conseguindo render tudo o que poderia. Não estava ajudando o time. Voltei para a minha posição de origem. Espero que nos últimos seis jogos eu ajude ainda mais o time. Quando estava como volante me preocupava muito com a questão tática e estava um pouco perdido dentro do que o Alberto pede - explica Thiago Galhardo.

Mas como e onde ele gosta de jogar?

- Perto do ataque, do Maxi, tendo a liberdade de movimentar. Ir para a esquerda, direita, vir buscar a bola. Acaba que você não tem tanta função de marcar, como volante - diz o meia, que entrou nas partidas contra Internacional e Fluminense já como camisa 10 , depois do papo com Alberto Valentim.

No Vasco desde o começo do ano, Thiago Galhardo viveu a oscilação com a equipe. Foi de titular a reserva algumas vezes. Sofreu lesões. Não teve sequência. E ele acredita que esse tenha sido o grande problema do time, que luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro - está em 13º lugar, com 38 pontos, a quatro do Z-4.

- Eu acho que as lesões atrapalharam bastante. Se você for ver, o Desábato era titular, eu titular, Rildo titular. Tivemos jogadores que chegaram e nos ajudaram bastante, mas Castan chegou e já machucou, Werley machucou contra o Vitória, voltou contra o Vitória e machucou de novo. Quando estamos pegando o encaixe sempre acontece alguma coisa. O Alberto conseguiu repetir o time e isso é importante - analisa.

Otimista, Thiago Galhardo, depois da vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense, tem até planos mais ousados do que só brigar contra o rebaixamento até o fim de 2018.

- Não podemos pensar em zona de rebaixamento, até por essa folga que abrimos, e temos de almejar coisas grandes. Falar de Libertadores seria muito forçado, mas Sul-Americana pode ser real.



Fonte: GloboEsporte.com

Related news

Latest News
Hashtags:   

Thiago

 | 

Galhardo

 | 

sobre

 | 

filho

 | 

meses

 | 

revela

 | 

Valentim

 | 

voltar

 | 

jogar

 | 

posição

 | 

origem

 | 
Most Popular (6 hours)

Most Popular (24 hours)

Most Popular (a week)

Sources